Escolha o Idioma:        

Papers

Influência do discurso do Banco Mundial nas políticas públicas de desenvolvimento territorial no Brasil (Paper 338)
Autor(es): Edilson Almeida de Souza
Ano: 2014
Resumo: O objetivo desse estudo é identificar as formações discursivas presentes nas recomendações do Banco Mundial ao Brasil quanto ao desenvolvimento territorial. Defende-se que toda a discursividade produzida pela instituição, sobre as políticas públicas desse cunho, não tem implicado apenas em transformações nas estratégias de desenvolvimento do País, mas está articulada às relações de poder que se voltam para a manutenção da ordem e do controle biopolítico. Os documentos foram submetidos à abordagem metodológica da análise do discurso. Analisou-se documentos correspondentes ao período de surgimento do Programa de Desenvolvimento Sustentável dos Territórios Rurais (Pronat), criado em 2003, até o momento atual. Argumenta-se que na forma de governamentalidade hoje atuante, o Estado demanda aos indivíduos autonomia, passando a transferir responsabilidades próprias do Estado para os indivíduos e instituições privadas. Foi possível constatar a instrumentalização do conceito de desenvolvimento territorial e seu relacionamento a uma lógica racional e utilitarista, cabendo afirmar que os discursos do Banco Mundial têm amparado a solidificação do paradigma do capitalismo globalizado, reafirmando, assim, a lógica neoliberal individualista.
Palavras-chave: Desenvolvimento Territorial. Governamentalidade Biopolítica. Banco Mundial.
Abstract:

The objective of this study is to identify the discursive formations in World Bank recommendations to Brazil on territorial development. It is argued that the whole discourse produced by the institution on the public policy of this nature, has not only involved in changes in the country's development strategies, but is articulated power relations that turn to the maintenance of order and biopolitical control. The documents were submitted to the methodological approach of discourse analysis. We analyzed documents of the period of emergence of the Sustainable Development Program of Rural Areas (PRONAT), created in 2003, to the present time. It is argued that in the form of governmentality active today, the state demand autonomy to individuals, through the transfer of the State's responsibilities to individuals and private institutions. It was found the instrumentalization of the concept of territorial development and its relationship to rational and utilitarian logic, leaving state that the World Bank's speeches have supported the solidification of the globalized capitalism paradigm, confirming thus the individualist neoliberal logic.

[ fazer download ]
Endereço: Av. Perimetral, Número 1 - Guamá, Belém - PA, Brasil Código Postal: 66075-750 55(91) 3201-7231