Escolha o Idioma:        

Papers

Açaí, a fotossíntese do lucro (Paper 149)
Autor(es): Ma. Jucirene M. Nascimento
Ano: 2000
Resumo: Analisa-se o processo de comercialização de frutos de açaí no período da entressafra do verão (meados de dezembro de 1994 à meados de fevereiro de 1995). Inicialmente, e a nível de Feira do Açaí (ao lado do mercado do Ver-O-Peso, em Belém) foram identificados problemas de preços, quantidades e medidas, considerados como "abusos de mercado". Para desvendar a gênese desses fenômenos (abusos) procedeu-se ao levantamento das características naturais, sociais e econômicas da produção de frutos de açaí, a nível da área produtiva, isto é, no município de Ponta de Pedras, localizado na Ilha do Marajó, no Pará. Os resultados apontam um comportamento arbitrário dos sete grandes proprietários de açaizais de Ponta de Pedras, em relação ao mercado. Para demonstrar a ação especulativa dos grandes proprietários recorreu-se ao estudo da estrutura de seus custos de produção comparada à de outros agentes econômicos. Finalmente, demonstra-se que a coleta e a comercialização do açaí realizam lucro do tipo oligopolista/cartelizado, com características especulativas, que explora no final do processo a população pobre que, por hábito, consome “vinho de açaí” (suco), não como sobremesa, mas como prato principal nas refeições diárias, acompanhado de farinha d'água, peixe frito, camarão ou charque.
Palavras-chave: Açaí. Lucros. Abuso de mercado.
Abstract:

Analisa-se o processo de comercialização de frutos de açaí no período da entressafra do verão (meados de dezembro de 1994 à meados de fevereiro de 1995). Inicialmente, e a nível de Feira do Açaí (ao lado do mercado do Ver-O-Peso, em Belém) foram identificados problemas de preços, quantidades e medidas, considerados como "abusos de mercado". Para desvendar a gênese desses fenômenos (abusos) procedeu-se ao levantamento das características naturais, sociais e econômicas da produção de frutos de açaí, a nível da área produtiva, isto é, no município de Ponta de Pedras, localizado na Ilha do Marajó, no Pará. Os resultados apontam um comportamento arbitrário dos sete grandes proprietários de açaizais de Ponta de Pedras, em relação ao mercado. Para demonstrar a ação especulativa dos grandes proprietários recorreu-se ao estudo da estrutura de seus custos de produção comparada à de outros agentes econômicos. Finalmente, demonstra-se que a coleta e a comercialização do açaí realizam lucro do tipo oligopolista/cartelizado, com características especulativas, que explora no final do processo a população pobre que, por hábito, consome “vinho de açaí” (suco), não como sobremesa, mas como prato principal nas refeições diárias, acompanhado de farinha d'água, peixe frito, camarão ou charque.

[ fazer download ]
Endereço: Av. Perimetral, Número 1 - Guamá, Belém - PA, Brasil Código Postal: 66075-750 55(91) 3201-7231