Escolha o Idioma:        

Papers

A dialética da matutice e da civilidade: uma leitura crítica dos romances de Inglês de Sousa (099)
Autor(es): Marcus Vinnicius Cavalcante Leite
Ano: 1998
Resumo: O presente trabalho pretende fazer uma leitura crítica de dois romances de Herculano Marcos Inglês de Sousa (1853-1918): O Cacaulista (1876) e O Coronel Sangrado (1877). A obra literária de Inglês de Sousa é formada de quatro romances e um livro de contos. Os seus três primeiros formam o ciclo chamado de Cenas da vida do Amazonas que inclui, além dos citados acima, História de um Pescador, publicados entre 1876 a 77. O seu outro romance, O Missionário, publicado em 1891, foi que lhe deu notoriedade na história da literatura brasileira, principalmente após sua segunda edição em 1899, com prefácio do crítico Araripe Junior. O seu último livro foi Contos Amazônicos, publicado em 1893. A obra inteira de Inglês de Sousa tem como referência na sua narração a Amazônia, especificamente a região do “Baixo-Amazonas” como ele a denomina, na segunda metade do século XIX. É importante que se ressalve que não é um trabalho de crítica literária stricto sensu. Pretende ser um trabalho de historiografia. Contudo, a um pensamento mais apressado, não se pretende estudar os romances como pretexto de apresentar o seu tempo. O modelo interpretativo do nosso trabalho se baseia nos estudos dos críticos literários Antonio Candido e Roberto Schwarz, os quais nos fornecem uma compreensão sobre a relação entre literatura, sociedade e história.
Palavras-chave: Inglês de Sousa. Literatura. História.
Abstract:

O presente trabalho pretende fazer uma leitura crítica de dois romances de Herculano Marcos Inglês de Sousa (1853-1918): O Cacaulista (1876) e O Coronel Sangrado (1877). A obra literária de Inglês de Sousa é formada de quatro romances e um livro de contos. Os seus três primeiros formam o ciclo chamado de Cenas da vida do Amazonas que inclui, além dos citados acima, História de um Pescador, publicados entre 1876 a 77. O seu outro romance, O Missionário, publicado em 1891, foi que lhe deu notoriedade na história da literatura brasileira, principalmente após sua segunda edição em 1899, com prefácio do crítico Araripe Junior. O seu último livro foi Contos Amazônicos, publicado em 1893. A obra inteira de Inglês de Sousa tem como referência na sua narração a Amazônia, especificamente a região do “Baixo-Amazonas” como ele a denomina, na segunda metade do século XIX. É importante que se ressalve que não é um trabalho de crítica literária stricto sensu. Pretende ser um trabalho de historiografia. Contudo, a um pensamento mais apressado, não se pretende estudar os romances como pretexto de apresentar o seu tempo. O modelo interpretativo do nosso trabalho se baseia nos estudos dos críticos literários Antonio Candido e Roberto Schwarz, os quais nos fornecem uma compreensão sobre a relação entre literatura, sociedade e história.

[ fazer download ]
Endereço: Av. Perimetral, Número 1 - Guamá, Belém - PA, Brasil Código Postal: 66075-750 55(91) 3201-7231