Escolha o Idioma:        

Papers

O parque Estadual Serra dos Martírios/Andorinhas e seus desdobramentos socioeconômicos, culturais e turísticos (193)
Autor(es): Ligia Terezinha Lopes Simonian, Raul Ivan Raiol de Campos, Paulo Moreira Pinto
Ano: 2006
Resumo: Nas últimas décadas, a problemática das Unidades de Conservação – UC implicou não apenas questões de natureza ecológica e paisagística, mas também avançou quanto ao tratamento de realidades socioeconômicas e culturais das populações que vivem em seu interior ou nas áreas denominadas entorno. Mas, quanto às políticas e ações públicas, esta transformação concretizou-se com base em tensões, conflitos e violências diversas nessas áreas e em todos os continentes (Simonian, 2000). No Brasil, as ações do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária – INCRA e do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis – IBAMA intimidaram muitas dessas populações e, ainda há uns anos atrás, produziram um terrorismo de Estado e violências generalizadas. Precisamente, na área que é objeto de reflexão neste Paper, sudeste do Pará, no Parque Estadual Serra dos Martírios/Andorinhas – PESMA e na Área de Proteção Ambiental São Geraldo do Araguaia – APA Araguaia, que aparecem no Mapa 1, a repressão à “guerrilha do Araguaia” atingiu negativamente a população local, principalmente em termos de processos intimidantes.
Palavras-chave: Cultura. Turismo. Socioeconomia.
Abstract:

Nas últimas décadas, a problemática das Unidades de Conservação – UC implicou não apenas questões de natureza ecológica e paisagística, mas também avançou quanto ao tratamento de realidades socioeconômicas e culturais das populações que vivem em seu interior ou nas áreas denominadas entorno. Mas, quanto às políticas e ações públicas, esta transformação concretizou-se com base em tensões, conflitos e violências diversas nessas áreas e em todos os continentes (Simonian, 2000). No Brasil, as ações do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária – INCRA e do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis – IBAMA intimidaram muitas dessas populações e, ainda há uns anos atrás, produziram um terrorismo de Estado e violências generalizadas. Precisamente, na área que é objeto de reflexão neste Paper, sudeste do Pará, no Parque Estadual Serra dos Martírios/Andorinhas – PESMA e na Área de Proteção Ambiental São Geraldo do Araguaia – APA Araguaia, que aparecem no Mapa 1, a repressão à “guerrilha do Araguaia” atingiu negativamente a população local, principalmente em termos de processos intimidantes.

[ fazer download ]
Endereço: Av. Perimetral, Número 1 - Guamá, Belém - PA, Brasil Código Postal: 66075-750 55(91) 3201-7231