Escolha o Idioma:        

Doutorandos do Naea publicam livro sobre governança de manguezais em áreas protegidas

Direito à participação na governança de manguezais em áreas protegidas: o caso da Amazônia brasileira e sul indiano
 

A doutoranda Elysângela Sousa Pinheiro, do Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Sustentável do Trópico Úmido (PPGDSTU), do Núcleo de Altos Estudos Amazônicos (Naea), em parceria com o Doutor Shaji Thomas e a professora Doutora Oriana Almeida, também do Naea, publicou o livro “Direito à participação na governança de manguezais em áreas protegidas: o caso da Amazônia brasileira e o do sul indiano”.

Produzida com o apoio da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), a obra trata do estudo da governança de manguezais por meio de um estudo comparativo na Amazônia e na Índia.

Entre os resultados obtidos, a pesquisa constatou que a criação de áreas protegidas no Brasil e na Índia representa significativa estratégia para dar efetividade às normas de direito internacional ambiental, constitui avanço em direção à conservação do ecossistema manguezal e propicia o desenvolvimento para as comunidades locais das duas áreas. As condições de oportunidades sociais nas duas reservas são muito semelhantes, mas o direito à participação é mais efetivo na Reserva Extrativista de São João da Ponta (RESJP) do que na Kadalundi-Vallikkunnu Community Reserve (KVCR). Contudo, é necessário que sejam ampliadas as oportunidades de participação nessas comunidades locais para a melhor governança dos manguezais e conservação dos bens ambientais das áreas protegidas.

 

Apresentação

 

O trabalho teve como objetivo estudar a governança de manguezais por meio de um estudo comparativo de manguezais na Amazônia e na Índia. Para isso, foi apoiado pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior – Brasil (CAPES) – Código de Financiamento 001, por meio de uma bolsa sanduíche da CAPES, com a finalidade de apoiar 4 meses de campo na Índia, e da CAPES-Pró-amazônia, para a edição do material para publicação. Os autores agradecem ao Prof. Dr. K. Vidyasagaran, pelo apoio durante a experiência do intercâmbio em Kerala e oportunidade de fazer o campo na índia. Aos colegas e professores do Forestry College e Kerala Agricultural University em Manduthy, Kerala, pelas contribuições e apoio a esta pesquisa, tanto em termos de logística como acadêmico. Aos Professores Doutores José Benatti, Ligia Simonian, Lucivaldo Barros, Sílvio José de Lima Figueiredo e Marcela Vecchione, pelas contribuições às versões anteriores deste trabalho.

Para mais informações, clique aqui.

Endereço: Av. Perimetral, Número 1 - Guamá, Belém - PA, Brasil Código Postal: 66075-750 55(91) 3201-7231