Horizontes do Campesinato na Amazônia

Mesa: Horizontes do Campesinato na Amazônia 
 
Ariovaldo Umbelino Oliveira (FFLCH/USP) 
Francisco de Assis Costa (NAEA/UFPA) 
 
Organização: Grupo de Pesquisa ReExisTerra (NAEA/UFPA) e Grupo de Pesquisa Territorialização Camponesa na Amazônia (GPTECA/UEPA) 
 
A terra, o trabalho, a floresta e o campesinato. As trajetórias de ocupação e a construção de economias e sociabilidades específicas, violentas e excludentes, por vezes alternativas, mas, sobretudo, resistentes, são alguns dos pontos de discussão da trajetória acadêmica contínua deste dois pensadores sociais. O professor Ariovaldo com sua análise minuciosa das relações de ocupação e trabalho e, especialmente, na construção do sujeito camponês em seus movimentos de vivência, sobrevivência e coexistência frente às transformações do território amazônico, mostra-nos a conexão desse grupo, enquanto povo e classe - ideia-força - com os fluxos estatais e mundiais da própria agricultura brasileira e seu poder de transformação e apropriação do espaço, em cadeia. O professor Francisco lança seu olhar sobre as diversas trajetórias camponesas que se desenvolvem em arranjos produtivos específicos que vão determinar as formas de sobrevivência e, mesmo, a vivência desses sujeitos camponeses frente às materialidades amazônicas. A inovação ocupa espaço importante na produção da terra - enquanto materialidade social e econômica - para viver e produzir, alargando ou restringindo os limites das próprias trajetórias. Como parte das discussões do III Simpósio de Geografia Agrária da Amazônia e, também, contribuindo para o ano de reflexões em torno dos 45 anos do NAEA, convidamos todos e todas a participar deste valioso debate de ideias tão necessário na visualização e construção de horizontes para e a partir do campesinato amazônico. 
 
Dia: 30/11
Local: Auditório do NAEA 
Horário: 9h
Inscrições: naea45anos@gmail.com

Endereço: Av. Perimetral, Numero 1 - Guamá, Belém - PA, Brasil Código Postal: 66075-750 55(91) 3201-7231