Avenida Visconde de Souza Franco, na região central de Belém

Artigo discute relação entre temperatura e áreas verdes.

Discutir a relação entre as áreas verdes, a temperatura da superfície e a urbanização na cidade de Belém-PA, localizada na Amazônia, este é o objetivo central do artigo  "Relação de áreas verdes e temperatura da superfície para a cidade de Belém", de autoria de Fernanda da Silva de Andrade Moreira e Maria Isabel Vitorino, publicado no Papers do Naea. O trabalho tem o intuito de demonstrar de que forma a distribuição espacial da vegetação interfere na variável meteorológica, temperatura da superfície, alterando a qualidade de vida da população residente. Foram analisados dados demográficos do IBGE e imagem do LANDSAT 8 para quantificar aquelas variáveis. Os resultados indicaram que as áreas localizadas na parte continental, primeira légua patrimonial, DABEL e DAGUA têm as maiores taxas de urbanização, 99,02% e 98,47%, os menores índices de cobertura vegetal por habitante, 0,79 m²/hab e 0,67 m²/hab, e, consequentemente, as temperaturas de superfície mais elevadas, na faixa de 30ºC a 36ºC. Por outro lado, a parte ao norte, distrito de DAMOS, e a região das ilhas, DAOUT, apresentam, respectivamente, as melhores taxas de áreas verdes, 85,21% e 79,66%, apresentando os melhores índices de cobertura vegetal por habitante, 5.278,47 m²/hab e 1.910,01 m²/hab, e, consequentemente, as temperaturas de superfície mais amenas, na faixa de 20ºC a 26ºC. Esses resultados revelam a configuração urbano-rural que permeia a cidade. Leia o artigo completo aqui.

Foto: Bruno Gusmão

 

Endereço: Av. Perimetral, Numero 1 - Guamá, Belém - PA, Brasil Código Postal: 66075-750 55(91) 3201-7231