Escolha o Idioma:        

Programação Dia Mundial do Livro

Direitos autorais e incentivo à leitura foram discutidos em evento

Em comemoração ao Dia Mundial do Livro, o Núcleo de Altos Estudos Amazônicos (NAEA) realizou na tarde desta quinta-feira, 23, a mesa-redonda “Desafios para produzir livros na Amazônia: autoria, revisão e direitos autorais”, com a participação da professora doutora Ligia Terezinha Simonian, do NAEA; da professora Maria Brasil de Lourdes Silva, do Setor de Propriedade Intelectual da Universidade Federal do Pará; e dos revisores José dos Anjos Oliveira e Júlia Izabel Pereira, da UFPA.

A discussão abordou a falta de incentivo à leitura no Brasil e na Amazônia, a dificuldade na construção da escrita acadêmica, os direitos autorais no Brasil e a relação entre autor e revisor. A professora Ligia iniciou a discussão destacando a dificuldade na construção das produções científicas locais como uma consequência da ausência de boas leituras. “Um texto tem que possuir dados e novidades. A visão de mundo também é essencial para uma boa escrita, pois abre grandes possibilidades que não são alcançadas apenas com conhecimento”, ressaltou.

Os direitos autorais no Brasil também enfrentam dificuldades pela ausência de incentivo governamental e falta de conhecimento dos próprios autores. Segundo a professora Maria Brasil, os autores, no Brasil, não buscam conhecer seus direitos, diferente do que ocorre em outros países, onde há estímulos à cultura da classe. A pesquisadora lembra que os direitos dos autores estão inseridos dentro da propriedade intelectual, que inclui outros fatores: propriedade industrial; software; topografia de circuitos integrados; recursos genéticos; e conhecimentos tradicionais associados.

Outro ponto levantado pela professora é a falta de incentivo à leitura dos alunos do ensino fundamental e médio aliada ao uso da tecnologia. Segundo ela, os clássicos da literatura devem ser os primeiros livros explorados por esses alunos, porque as etapas da construção da leitura não devem ser puladas.

Para finalizar a mesa, os revisores José dos Anjos e Júlia Pereira apresentaram as principais considerações acerca da relação entre os revisores e os autores. A desvalorização da profissão e o limite de intervenção do revisor na obra do autor foram os assuntos mais discutidos com o público. José dos Anjos ressaltou que o revisor é considerado o primeiro leitor do texto.

Eles também afirmaram que o revisor não é um leitor qualquer, porque ele leva o leitor final a concluir o processo de produção. Eles finalizaram a palestra instigando o público: o trabalho do revisor é uma coautoria do texto?

Endereço: Av. Perimetral, Número 1 - Guamá, Belém - PA, Brasil Código Postal: 66075-750 55(91) 3201-7231