Escolha o Idioma:        

Naea

O Núcleo de Altos Estudos Amazônicos – Naea sedia desde ontem, 29 de abril o Seminário Parcial "Direitos Territoriais dos Povos e Comunidades Tradicionais na Amazônia”.  O evento faz parte do projeto “Mapeamento Social como Instrumento de Gestão Territorial Contra o Desmatamento e a Devastação: Processo de Capacitação de Povos e Comunidades Tradicionais”, desenvolvido desde 2011 sob a coordenação da Professora Drª Rosa Elizabeth Acevedo e professor Dr. Alfredo Vagner. Além de pesquisadores e colaboradores do projeto de vários estados Amazônicos, estiveram presentes também representantes de vários movimentos socias da região. 

O seminário teve início com uma mesa composta coordenador do Naea, professor Dr. Durbens Nascimento, Mariana Coutinho e Daniel Soeiro, Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social - BNDES, Maria de Fátima de Jesus, da Assunção de Remanescentes de Quilombolas Extrativistas do Rio Mutucá e seus afluentes, Francisco Parede da Associação de Artesões do Rio Jeaperi, e o Pofessor e coordenador do projeto Alfredo Vagner. 

Segundo a Rosa Acevedo, o projeto de mapeamento social é um instrumento estratégico para que os povos tradicionais da Amazônia possam lutar contra o desmatamento dos recursos e pela garantia dos seus direitos. “O objetivo é fortalecer o conhecimento destas comunidades e povos tradicionais por meio de cursos e oficinas de formação. A idéia é que essas próprias comunidades possam elaborar informações densas sobre elas mesmas para que sirva de instrumento de combate ao desmatamento e a devastação das florestas”, explica.

O professor e coordenador do Naea, Durbens Nascimento ao parabenizar os integrantes do projeto e ressaltou a importância da Universidade de se aliar à outros conhecimentos. “Para todos nós é importante que a Universidade expanda seu conhecimento para além dos seus limites e esse processo só acontece pelo reconhecimento de nossas limitações enquanto academia e da importância dos conhecimentos tradicionais para a sociedade. Por isso este projeto é muito importante”, enfatizou

Programação – Ao longo dos dois dias o semináriocontemplou seis mesas de debate que discutiram sob diferentes perspectivas e realidades questões sobre desenvolvimento, mobilização, resistência e luta contra o desmatamento e devastação florestal. As mesas foram compostas em sua maioria por pesquisadores do projeto e representantes de povos e comunidades tradicionais. 

Endereço: Av. Perimetral, Número 1 - Guamá, Belém - PA, Brasil Código Postal: 66075-750 55(91) 3201-7231