Caso não conseque visualizar a imagem <a href=


Educação e relações étnico-raciais foram discutidas em seminário

 

O I Seminário Temático sobre Formação de Professores e Relações Étnico-Raciais foi uma forma que educadores encontraram para discutir os processos de formação docente, presentes nos cursos de Licenciatura e de Educação. O evento foi organizado  pela Universidade da Amazônia,  Universidade Federal do Pará, Núcleo de Altos Estudos Amazônicos,  Centro de Educação da UFPA que atuaram como parceiras e ainda o Grupo de Estudos em Formação de Professores e Relações Étnico-Raciais,  Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnologico - CNPq e Instituto para o Desenvolvimento da Amazônia - FIDESA.   A coordenação esteve a cargo da Prof. Dra. Wilma de Nazaré Baía Coelho - UNAMA/UFPA, do Prof. Dr. Mauro Cezar Coelho - UFPA  e da Prof. Drª. Rosa Elizabeth Acevedo Marin – NAEA/UFPA/UNAMAZ. Esta atividade contou com o apoio do Grupo AfroAmazonico e da Secretaria Adjunta de Ensino  SAEN/SEDUC.

Entre os principais destaques da pauta estavam a consolidação da Educação Indígena e a inclusão do ensino da História e da Cultura afro-brasileira. Resultado da demanda das populações indígenas, desde 1970, a educação indígena levanta questionamentos sobre o lugar e a natureza do processo pedagógico - se reprodutora ou transformadora.

Durante o evento, os participantes discutiram sobre a necessidade de se repensar o lugar dispensado às populações indígenas na formação docente e na Educação Básica.

Por seu turno, a inclusão do ensino de História e cultura afro-brasileira, prevista na lei 10.639/2003, gerou uma problematização da pesquisa sobre a formação da sociedade brasileira. A obrigatoriedade de passar esses ensinamentos aos alunos não vem sendo aplicada na prática, ainda que seja um desejo almejado há tanto tempo pelos descendentes desses povos.

Segundo os organizadores do evento, as discussões para a implantação de uma educação mais igualitária ainda caminham a passos curtos. O seminário foi uma estratégia para impulsionar o debate e analisar como os educadores percebem essas questões.

Topo


Projeto desenvolve estratégias de proteção da Bacia Amazônica

 

O projeto Gerenciamento Integrado e Sustentável dos Recursos Hídricos Transfronteiriços na Bacia do rio Amazonas (Projeto GEF Amazonas), coordenado pelo Prof. Dr. Norbert Fenzl, pretende desenvolver uma visão consensual de gerenciamento integrado e sustentável dos recursos hídricos e considerando a variabilidade e as mudanças climáticas na Bacia Amazônica.

Com atuação na Bolívia, Brasil, Colômbia, Equador, Guiana, Peru, Suriname, e Venezuela, o projeto tem como meta fortalecer o marco institucional para planejar e executar, de maneira coordenada, as atividades de proteção e gerenciamento sustentável dos recursos hídricos diante dos impactos das ações antrópicas e mudanças climáticas na Bacia Amazônica .

O projeto é uma parceria entre Fundo para o Meio Ambiente Mundial – GEF, a Organização do Tratado de Cooperação Amazônica – OTCA , a Secretaria-Geral da Organização dos Estados Americanos – SG/OEA e o Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente – PNUMA.

Dividido em três etapas de quatro anos cada, o projeto começou em outubro de 2005. Encontra-se na fase inicial de planejamento e desenvolvimento de capacidade institucional. Nesta fase, cada país está construindo um documento com sua visão nacional. O processo regional da visão tem como base os resultados destes processos nacionais, bem como um estudo de programas e iniciativas existentes para o conjunto da bacia e uma consulta aos principais atores da bacia.

A segunda etapa será destinada à implementação de atividades estratégicas identificadas de forma conjunta; e a terceira etapa será destinada ao fortalecimento do gerenciamento sustentável e integrado de recursos hídricos na Bacia, levando em consideração os prováveis impactos previstos das atuais mudanças nos regimes globais de circulação e clima.

Topo


Pesquisadores discutem defesa da Amazônia e soberania nacional

 

A questão da presença militar para proteção das fronteiras ao norte do país foi o principal tema do seminário “Amazônia e defesa nacional“, realizado nos dias 10 e 11 de agosto, no NAEA. O evento foi promovido pelo projeto de pesquisa Consórcio Forças Armadas Século XXI (CFA21), sob a coordenação do Prof. Durbens M. Nascimento – NAEA/DCP, com o apoio do NAEA, através do PDTU, e do DCP, no âmbito do Pró-Defesa, programa vinculado à CAPES e ao Ministério da Defesa.

O coquetel de abertura aconteceu no Centro de Capacitação da UFPA. Na ocasião foi lançado o livro “Amazônia e Defesa Nacional”, organizado pelo Prof. Celso Castro, do Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea, da Fundação Getúlio Vargas, no Rio de Janeiro, e também coordenador geral do CFA21.

O Observatório de Estudos de Defesa da Amazônia (OBED) também foi lançado durante o evento. O objetivo é criar um espaço experimental constituído por pesquisas acadêmicas na área de Políticas Públicas voltadas para a Defesa e Segurança, assim como para a Política Ambiental. Consiste na montagem de um banco de dados sobre os resultados das investigações das linhas de pesquisa contidas no CFA21, isto é: a) Democracia e Forças Armadas; b) Defesa da Amazônia; c) Forças Armadas, tecnologia e sociedade ― e, finalmente, oferecer cursos, mini-cursos, oficinas, palestras, seminários etc. sobre temas e linhas de pesquisa relacionadas à Defesa Nacional, ou seja: a) relações entre civis e militares e sociologia das Forças Armadas; b) cenários regionais de defesa e segurança; e c) ciência, tecnologia e defesa nacional.

Entre os palestrantes estavam os coordenadores do CFA21, Prof. Dr. Celso Castro (CPDOC/FGV), Prof. Dr. João Roberto Martins Nascimento (UFSCar), Prof. Durbens Martins Nascimento (UFPA). Além dos pesquisadores Prof. Dra. Maria Celina D’Araújo (CPDOC/FGV), Prof. Dr. Piero Leirner (UFSCar), Prof. Dr. Manuel Domingos (UFC) e Prof. Dra. Edna Castro (coordenadora do NAEA).

O Seminário superou as expectativas dos organizadores. Aponta-se os seguintes resultados alcançados como relevantes com o evento: a) o CFAZ 21 foi divulgado à comunidade científica e à sociedade; b) envolvimento de alunos de graduação, pós graduação, professores e pesquisadores interessados nos temas e questões debatidas; c) divulgação do livro Amazônia e Defesa Nacional; d) apresentação e discussão das preocupações científicas atinentes à Defesa Nacional na Amazônia; e e) contatos entre pesquisadores e professores da UFPA com a equipe de pesquisadores do CFAZ 21 de outras IES.

 

Topo


Teoria e análise da transferência cultural foram tema de palestra

 

A palestra ocorreu no último dia 10 de agosto, com a presença do pesquisador canadense Walter Moser. Com o objetivo de debater sbre as teorias da Transferencia Cultural: a análise de algumas figuras cujos imaginários revelam a maneira como percebemos e valorizamos as transferências culturais. A coordenação do evento foi do Prof. Dr. Silvio Figueiredo.

Do lado positivo: as figuras do plutonismo e da antropofagia (modernistas brasileiros). Do lado negativo: a figura da virulência dos materiais culturais que resistem à transferência. Na palestra foram abordados temas como a antropofagia modernista brasileira e o facismo alemão.

O Professor Walter Moser é um dos principais pesquisadores canadenses na área de estudos literários e culturais e no  momento dirige uma cátedra de pesquisa financiada pelo governo canadense intitulada "Transferências Literárias e Culturais"

 

Topo

 


Agenda

 

Dia 16/08, 15h00 – Mini-auditório
- Monografia: Desenvolvimento Local e Capital Social: identificação de potencialidades precedentes ao desenvolvimento através da análise operativa
- Aluno: Régis Horta da Silva Júnior
- Orientador: Prof. Dr. Armin Mathis
Banca: Prof. Dr. Maurílio de Abreu Monteiro e Profa. Dra. Adelma do Socorro G. Pimentel

Dia 03/08, 11h00 - Mini-Auditório
- Monografia: A Importância do geoprocessamento na análise e gestão dos elementos naturais da paisagem: o exemplo da calha do rio Jarí, fronteira dos estados do Amapá e Pará
- Aluna: Vanessa Gama Pacheco
- Orientador: Drº. Maucício Borges
- Banca: Profª Drª. Ruth Léa Bermeguy e Profº. Drº. Armin Mathis

Dia 03/08, 09h00 - Mini-Auditório
- Dissertação: A Interferência da Mineração Industrial na Estabilidade de Assentamentos Rurais: o caso de Parauapebas
- Mestranda: Sheila do Socorro Lima Teixeira
- Orientador: Prof. Dr. Maurílio de Abreu Monteiro
- Banca: Prof. Dr. Thomas Peter Hurtienne e Profª. Drª. Maria de Nazaré Ângelo Menezes

Dia 28/07,  08h00 - Mini-Auditório
- Dissertação: Uso e controle da força éça polícia: Ações de reintegrações de posse urbana na Região Metropolitana de Belém (1990-2002)
- Mestrando: Ronaldo Braga Charlet
- Orientadora: Profª. Drª. Rosa Elizabeth Acevedo Marin
- Banca: Profª. Drª. Ligia T. L. Simonian e Prof. Dr. Saint-Clair Cordeiro da Trindade Júnior

Dia 28/07, 11h00 - Mini-Auditório
- Dissertação: Territorialização do Campesinato no Sudeste do Pará
- Mestrando: Rogério Henrique Almeida
- Orientadora: Profª. Drª. Rosa Elizabeth Acevedo Marin
- Banca: Prof. Dr. Maurílio de Abreu Monteiro e Prof. Dr. Gutemberg Armando Diniz Guerra

Dia 20/07, 09h00 - Mini-Auditório
- Monografia: Gestão e Regulação do Uso Industrial de Recursos Hídricos na Amazônia: os instrumentos econômicos de controle
- Aluno: Monaldo Begot da Silva Junior
- Orientador(a): Prof. Dr. Maurílio de Abreu Monteiro
- Banca: Profª Drª Nírvia Ravena - NAEA/UFPA e Prof. M. Sc. Danilo Araújo - CSE/UFPA

Dia 07/07, 11h00 - Mini-Auditório
- Monografia: Campesinato e Instituições: características organizacionais da produção do açaí em Abaetetuba - Pará
- Aluna: Luciane Cristina Costa Soares
- Orientador: Prof. Dr. Francisco de Assis Costa
- Banca: Prof. Dr. Maurílio de Abreu Monteiro - NAEA/UFPA e Prof. M. Sc. Nadson Alves - CSE/UFPA

Dia 03/07, 15h00 - Mini-Auditório
- Monografia: A Função Social da Cidade e a Ordenação do Espaço Urbano: uma abordagem crítica do projeto de macrodrenagem da Bacia do Una, Belém, Pará
- Aluna: Lygia Amaral de Oliveira
- Orientador: Prof. Dr. Luis Eduardo Aragon Vaca - NAEA/UFPA
- Banca: Profª M. Sc. Marília Ferreira Emmi - NAEA/UFPA e Profª M. Sc. Evanilde Franco - UNAMA

Dia 03/07, 16h00 - Mini-Auditório
- Monografia: Dendê; Uma Alternativa Econômica, Política, Social e Ambiental para o Desenvolvimento
- Aluna: Anaiza Da Silva Pimentel
- Orientador(a): Prof. Dr. Thomas Hurtienne - NAEA / UFPA
- Banca: Prof. Dr. José Bittencourt da Silva- CE / UFPA e Prof. Dr. José Otávio Magno Pires - IESAM

 

Topo


Publicações

 

• Escravos e senhores de Bragança - Edna Castro

Entre as áreas com maior presença de escravos nos séculos XVIII e XIX no Pará, a Região Bragantina notabilizou-se por representar uma região de fronteira com a província do Maranhão, com entrada de escravos dali provenientes e também pela prosperidade de seus engenhos, de suas lavouras, das minas de ouro e da criação de gado. O negro era a mão-de-obra fundamental. A região foi, assim, uma das mais expressivas na economia colonial e na recepção de escravos que entravam pelo porto de Belém ou eram trazidos do Maranhão pelas entradas clandestinas formadas por trilhas que acompanhavam os rios Gurupi, Turiaçu e Caeté. Bragança desempenhou um papel relevante na formação da sociedade regional. Nela ecoam ainda as vozes dos pretos velhos que contam as histórias de quilombos e aquilombados da mata, das condições impostas ao negro na sociedade colonial, e de resistências

 


• A natureza da TV - Manuel Sena Dutra

Na busca por resposta, são aqui investigadas diversificadas posições enunciativas de onde inúmeros atores buscam definir o que seja a Amazônia, a biodiversidade, o desenvolvimento sustentável, os “povos da floresta”... A análise se dá pela observação desses elementos enquanto incluídos pela mídia, instituição privilegiadamente central na elaboração de verdades contemporâneas. A proposta metodológica se direciona para a ruptura da normalidade midiática e da naturalização discursiva que imprime a esses textos o caráter de verdades prontas.

A mídia hegemônica constrói uma Amazônia como ente estabilizado no tempo, ao focalizar os recursos e, no mesmo processo, desfocar “os povos da floresta” aí sobreviventes. Isso, no entanto, não significa que a realidade não-midiática seja eterna. Esta é, sim, discursivamente eternizada na mídia, na medida em que a recepção, ou, em sentido lato, az sociedade, assim o aceitam, deixando-se abalar pela sedução midiática e pela acriticidade.

 

Topo


Curtinhas

 

****** Lançado, no último dia 10, o Programa de Capacitação da Yale University e Fundação Moore, que oferece bolsas de mestrado nos Estado Unidos. Durante o lançamento, no auditório do NAEA, o Prof. Dr. Garry Brewer e a Profa. Marina Thereza Campos proferiram uma palestra sobre o programa. Maiores informações na secretaria do NAEA, pelo fone (91) 3201-7232.

****** A coordenadora do NAEA, Prof. Edna Castro, e o Prof. Dr. Luiz Aragón participaram da 58ª reunião da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência – SBPC, em Florianópolis .

****** O servidor Luis Fernando Maia Lima foi nomeado professor de Engenharia Ambiental da Universidade Federal de Rondônia. Ele atuou no NAEA por mais de dez anos.

****** Iniciada a Missão Internacional na África de Consultoria ao Ministério da Educação de Guiné Bissau. Estão em Belém a Prof. Jacqueline Serra Freire e o Prof. Salomão Hage para intensificar a cooperação entre a UFPA e instituições africanas.

****** Professores e alunos do NAEA participaram do Seminário Projeto Erena - O lugar da fronteira nas relações Amapá – Guiana Francesa. O evento aconteceu no dia 18 de agosto, no Museu Sacaca, em Macapá. Entre os trabalhos estavam “Região, Nação e Fronteira Internacional”, do Prof. Dr. José Maria da Silva, da UNIFAP; “A Frágil Presença do Estado Brasileiro em Áreas de Fronteira: o Caso de Oiapoque”, do Prof./Doutorando PDTU Manoel Pinto, também da UNIFAP; “Recursos Naturais, Multiculturalismo e Conflitos na Região de Oiapoque”, da Profª. Drª. Ligia T. L. Simonian, do NAEA/UFPA; “Turismo em Unidade de Conservação na Fronteira Internacional do Oiapoque: possibilidades de sustentabilidade”, do Especialista/Mestrando PLADES, Eduardo Gomes; e “Migração e Malária na Fronteira”, da Profª. Drª. Rosemary Freire Andrade, da UNIFAP.

****** Estão abertas as inscrições para o curso de extensão “ONGs e Cooperação Internacional na Amazônia: o mercado da solidariedade”. O curso será ministrado pelo Prof. Dr. Benjamin Buclet, de 18 a 22 de setembro, das 15h às 19h. As inscrições podem ser feitas na secretaria do NAEA, pelo fone (091)3201-7232. As vagas são limitadas.

****** O NAEA participará da X Feira Pan-Amazônica do Livro. O evento acontece entre os dias 15 e 24 de setembro, no Centro de Convenções Júlio César. Este ano o país homenageado será o Peru. O NAEA aproveita a ocasião para fazer vários lançamentos no stand que será compartilhado com a Unamaz.

****** A parceria entre o NAEA e a Assessoria de Relações Internacionais – ARNI – tem realizado atividades acadêmicas no campo do Desenvolvimento e das Relações Internacionais. Este mês aconteceu uma reunião com a presença da Dra. Jardena Tedechi, da Universidade dos Estudos de Milão e da Universidade de Milano Bicocca. Foi o primeiro passo para a implementação de cursos de especialização em Políticas Sociais, Relações Interculturais e Cooperação Internacional.

****** Dia 05 de setembro, no auditório do NAEA, acontece o coquetel de lançamento do livro "Desenvolvimento Rural Sustentável com Base no Paradigma da Agroecologia", de Gilson da Silva Costa. O evento será às 18h. No dia seguinte, 06 de setembro, é a vez de Ana Laura dos Santos Sena lançar a obra “Trabalho e Trabalhadores da Pesca Industrial – face à metamorfose do capital”, também às 18h, na Livraria da UFPA.

Topo


Expediente

NÚCLEO DE ALTOS ESTUDOS AMAZÔNICOS
Coordenadora: Edna Castro
Vice-Coordenador: Thomas Hurtienne

Folha do NAEA, ano 1, edição 3, agosto de 2006.
Textos: Dayane Baía
Edição: Otacílio Amaral
Revisão: Elaide Martins
Webdesigner: Dayane Baía
Webmaster: Marcelo Lavareda Santos

Esta é uma publicação virtual mensal do NAEA-UFPA.
Os contatos devem ser feitos pelo:
Fone: (91) 3201-7231
Fax: (91) 3201 7677
E-mail: folhadonaea@ufpa.br
Site: www.ufpa.br/naea

Topo