Escolha o Idioma:        

Papers

Darcy Ribeiro, a ciência e “o povo brasileiro”: uma avaliação crítica (072)
Autor(es): Erwin H. Frank
Ano: 1997
Resumo: Como qualquer outro estrangeiro, de vez em quando, sofro momentos de intensa anomia nesse país, ou melhor, existem momentos em que observo certas coisas ou ações de pessoas que me parecem carecer de sentido. Embora, como antropólogo, a minha suspeita, em tais momentos, não seja que as coisas ou comportamentos observados, realmente carecem de sentido, mas que, seguramente, tão só ignoro o seu sentido dentro do sistema cultural brasileiro. Daí me senti bastante feliz quando, certo dia, encontrei um livro de Darcy Ribeiro, prometendo (no seu sub-título) me revelar finalmente todo o "sentido do Brasil" Mas, francamente, o livro me decepcionou, e até me causou outro momento de anomia, quando, depois da minha primeira leitura, me perguntei: como é possível que um texto como este possa ter sido publicado pela bem reputada Companhia das Letras? Como se entende, em geral, os comentários bastante favoráveis que recebeu em quase todos os jornais e revistas desse país? E, sobretudo, como se explica o enorme êxito comercial desse livro, documentado pelo fato de que, durante meses, figurou entre os dez livros não ficcionais mais vendidos no Brasil? Como avialiar, como fazer sentido disso?
Palavras-chave: Darcy Ribeiro. Anomia. Antropologia.
Abstract:

Como qualquer outro estrangeiro, de vez em quando, sofro momentos de intensa anomia neste país, ou melhor, existem momentos em que observo certas coisas ou ações de pessoas que me parecem carecer de sentido. Embora, como antropólogo, a minha suspeita, em tais momentos, não seja que as coisas ou comportamentos observados, realmente carecem de sentido, mas que, seguramente, tão só ignoro o seu sentido dentro do sistema cultural brasileiro. Daí me senti bastante feliz quando, certo dia, encontrei o livro de Darcy Ribeiro, prometendo (no seu subtítulo) me revelar finalmente todo o “sentido do Brasil”. Mas, francamente, o livro me decepcionou, e até me causou outro momento de anomia, quando, depois da minha primeira leitura, me perguntei: como é possível que um texto como este possa ter sido publicado pela bem reputada Companhia das Letras? Como se entendem, em geral, os comentários bastante favoráveis que recebeu em quase todos os jornais e revistas desse país? E, sobretudo, como se explica o enorme êxito comercial deste livro, documentado pelo fato de que, durante meses, figurou entre os dez livros não ficcionais mais vendidos no Brasil? Como avaliar, como fazer sentido disso? Nesse ensaio tentarei dar uma resposta a estas perguntas. Trata-se, sem dúvida, de uma resposta polêmica. Mas, talvez, justamente por isso de interesse não só pessoal. De toda maneira, gostaria de vê-la comentada por outros.

[ fazer download ]
Endereço: Av. Perimetral, Número 1 - Guamá, Belém - PA, Brasil Código Postal: 66075-750 55(91) 3201-7231