Escolha o Idioma:        

Componentes da banca na Universidade de Coimbra

Tese produzida em cotutela será apresentada nesta segunda no Naea.

No dia 30 de outubro de 2017, as 14h30, no auditório do NAEA, haverá a apresentação da tese de Olavo Fagundes da Silva, intitulada“O sistema de transportes nas relações com as dinâmicas de desenvolvimento regional no Amapá’’. A tese de Olavo é resultado da cotutela entre o Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Sustentável do Trópico Úmido do Núcleo de Altos Estudos Amazônicos da UFPA, e o Programa Doutoral em Geografia da Universidade de Coimbra, em Coimbra, Portugal. A defendida em 16 de maio de 2017, a tese foi orientada pelos professores doutores Lúcio José Sobral da Cunha, da Universidade de Coimbra e Saintclair Cordeiro da Trindade Júnior, do Núcleo de Altos Estudos Amazônicos da Universidade Federal do Pará. A banca, realizada na Sala dos Capelos da Universidade de Coimbra, foi composta pelos professores Norberto Nuno Pinto dos Santos (presidente do júri), António Alberto Teixeira Gomes (vogal), António Avelino Batista Vieira (vogal), José Gomes dos Santos (vogal), todos da Universidade de Coimbra e ainda o professor Silvio José de Lima Figueiredo, do NAEA/UFPA. A tese de Olavo foi aprovada com louvor.

Tese - A tese de Olavo Fangundes faz uma análise do sistema de transportes do Amapá, como um importante elemento para os contatos sociais e ainda configurando-se como suporte estrutural importantíssimo para o desenvolvimento regional. Além disso, segundo o autor, do ponto de vista ambiental, a infraestrutura viária tem sido, ao longo das últimas duas décadas, abordada tanto como vilã, quanto como componente fundamental para a conservação dos elementos naturais. No estado do Amapá, por suas características de relativo isolamento das demais regiões do Brasil por via terrestre e pelos altos custos relacionados ao transporte aéreo, as malhas viárias fluvial e marítima se impõem como fundamentais para se pensar as ações de melhoria dos contatos inter-regionais e internacionais visando ao de desenvolvimento regional. De igual maneira, internamente, a malha rodoviária e a Estrada de Ferro do Amapá, atualmente subutilizada, constituem os dois subsistemas que mais movimentam cargas e passageiros e possuem uma relação de proporcionalidade direta com a produtividade nas cadeias extrativistas, florestal e mineral, duas das principais atividades produtivas que dependem fundamentalmente desses tipos de transportes.

A pesquisa utilizou-se de abordagem metodológica que procurou analisar a evolução histórico-estrutural do sistema viário e sua integração sistêmica com as cadeias extrativistas florestal e mineral. Apresenta-se um diagnóstico do sistema vário nas relações com as dinâmicas nas cadeias extrativistas florestal e mineral e sua importância para o processo de desenvolvimento regional amapaense. O trabalho procurou adiscorrer sobre o processo histórico do sistema viário no Amapá até a sua situação atual. Constatou-se a existência de um desenvolvimento económico, assente numa prática extrativista que perpetua um processo de dilapidação que ocorre também no desenvolvimento do sistema de transportes, estabelecido como estratégia das autoridades.

Endereço: Av. Perimetral, Número 1 - Guamá, Belém - PA, Brasil Código Postal: 66075-750 55(91) 3201-7231