Escolha o Idioma:        

Política e conflitos da América latina

SIALAT 2015 discute política e conflitos da América latina

Nesta segunda-feira, 9 de novembro, inicou o Seminário Internacional America Latina: Políticas e Conflitos Contemporâneos (SIALAT). O evento tem como objetivo criar um espaço de reflexão sobre os processos que estão ocorrendo em diferentes países da América Latina, incluindo toda a grande região amazônica e Pan-Amazônia. O Seminário, que é realizado pelo Grupo de Pesquisa sobre Estado, Território, Trabalho e Mercados Globalizados (GETTAM) do Núcleo de Altos Estudos Amazônicos da Universidade Federal do Pará (Naea/UFPA) ocorreu no auditório do Instituto de Ciências da Educação  (ICED) da UFPA.

Fizeram a abertura do evento a coordenadora do GETTAM e do SIALAT 2015, professora Edna Castro; o diretor geral do Naea, professor Durbens Martins; e pelo coordenador do Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Sustentável do Trópico Úmido (PPGDSTU), professor Sílvio Figueiredo.

Para o professor Durbens Martins, estes eventos “ajudam a fortalecer o Naea, principalmente porque foram realizados em momentos de greve e com poucos recursos. Mas, mesmo assim, com uma boa programação e tema”. Segundo o professor Silvio Figueiredo, “é necessário que se discuta a América Latina, pois o PPGDSTU recebe alunos, não somente do Brasil, mas também de toda a América Latina”. Já para a coordenadora do evento, professora Edna Castro, “o seminário tem essa importância de fomentar essas discussões sobre a América Latina, do ponto de vista interdisciplinar, unindo a academia com os movimentos sociais”

A programação do SIALAT iniciou com a conferência de abertura “A Política em questão na contemporaneidade Latinoamericana  “, ministrada Pela professora Ana Maria Araujo, da Universidad de la Republica, do Uruguai. A professora é doutora em Sociologia pela - Ecole des Hautes Etudes en Sciences Sociales, da França. A apresentação da professora teme uma temática parecia com a de sua última publicação “Todos los tiempos, el tiempo”, que trata do problema da passagem do tempo , a vertigem e o seu impacto sobre a transformação de subjetividades , neste momento histórico de hiper . “Atualmente, vivemos hiperconectados, com celular, tablet, computador, bombardeados de informação e tudo instantâneo. Além disso, somos obrigados a sempre produzir. Não trabalhamos oito horas por dia, mas sim  muito mais, pois vivemos conectados a todo instante, mandando e-mail e tendo que ‘criar’, sempre mais e mais”, afirma a professora.

A programação do SIALAT 2015 segue com mesas, conferências e grupos de trabalhos. O evento tem como público professores , estudantes, pesquisadores em geral, participantes de movimentos sociais e demais pessoas interessadas no tema. Mais informações, acesse o site do SIALAT 2015.

Endereço: Av. Perimetral, Número 1 - Guamá, Belém - PA, Brasil Código Postal: 66075-750 55(91) 3201-7231